©direitos reservados dassis

CONJUNTO DE ATERRAMENTO

 

Conjunto de Aterramento Temporário para Cubículo e Subestações (MT)

- ATR12407-1

Corrente máxima de curto-circuito: - 60 ciclos: 5 kA

marca_correta_edited_edited.png
1000.jpg
1001.jpg

Conjunto de Aterramento Temporário para Cubículo e Subestações (MT)

Corrente máxima de curto-circuito: - 60 ciclos: 8 kA
 

Para especificação dos pinos-bola indispensáveis à instalação deste conjunto de aterramento temporário, vide página específica desse produto, considerando o formato e dimensões mais aplicáveis.

 
1002.jpg
marca_correta_edited_edited.png
1003.jpg

Conjunto de Aterramento Temporário para Redes Secundárias (BT) Isoladas com Cabo Multiplex e Convencional com Cabo Nu

- ATR13043-1

Corrente máxima de curto-circuito: - 60 ciclos: 8 kA

O conjunto de aterramento (ATR13043-1) inova o conceito de aterramento em redes de baixa tensão isoladas, com cabo multiplexado ou redes convencionais.

Equipado com grampos de aterramento por pressão em liga de alumínio, com empunhadura de borracha.

De simples utilização, este conjunto possui rabichos de ligação, que poderão ser instalados na rede em locais pré-determinados, com o auxílio de conectores de derivação de perfuração (veja nota 3) para permitir a conexão do conjunto à rede.

Para aumentar ainda mais a segurança da instalação, esses rabichos possuem terminais especiais para proteger os pontos de conexões expostos após a retirada do conjunto de aterramento.

1004.jpg
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png
 
1005.jpg

Conjunto de Aterramento Temporário para Cubículo e Subestações (MT)

- ATR17572-1

Corrente máxima de curto-circuito: - 60 ciclos: 5 kA

1006.jpg
marca_correta_edited_edited.png
 
1007.jpg

CONJUNTOS DE ATERRAMENTO PARA BAIXA TENSÃO

Bastão de Aterramento Temporário para

Rede Secundária (BT)

- ATR04514-1 / ATR04514-2

O bastão de aterramento temporário para rede secundária é utilizado em serviços de manutenção de linhas aéreas de baixa tensão desenergizadas.

Permite a ligação simultânea de condutores de fase ao condutor neutro, estabelecendo o curto-circuitamento dos mesmos com um único movimento do eletricista.

Este bastão é construído com tubo RITZGLAS® Ø 25 mm, garras de alumínio e pingadeiras de borracha, delimitando a região de empunhadura.

As garras de fixação são conectadas no condutor através de molas de pressão, proporcionando maior rapidez na instalação sem danificar os condutores.

A barra de alumínio para interligação das garras dispõe de um parafuso em sua extremidade inferior para eventual conexão de um cabo para ligação à terra.

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

1008.jpg
1009.jpg
marca_correta_edited_edited.png
 

GRAMPO DE ATERRAMENTO

Pinos Bola e Grampos Concha-bola para Aterramento Temporário

O pino e grampo concha-bola foram desenvolvidos para solucionar inúmeras situações de aterramento temporário em que o espaço físico ou as superfícies de contato são limitados.
 

Em cubículos, principalmente com barramentos de seção retangular, em que os grampos de aterramento convencionais possuem dimensões que inviabilizam seu uso, o grampo concha-bola se destaca pela sua concepção versátil e facilidade operacional.
 

Esse grampo se torna bastante requisitado em instalações elétricas, tais como:

  • cubículos;

  • subestações abrigadas e ao tempo;

  • pontes rolantes;

  • veículos de linha viva;

  • estruturas de linha de transmissão pintadas em que não se obtém o contato elétrico ideal com grampos convencionais

Os pinos-bola destinam-se às instalações permanentes nos barramentos, nas junções de barramentos, nos terminais ou em outras partes da instalação elétrica, estabelecendo os pontos necessários ao adequado aterramento temporário das mesmas. Portanto, é recomendado a sua aquisição nas quantidades suficientes para essa utilização.

Para melhor adequar às necessidades dos usuários estão dispostos com sete variações nos comprimentos e na posição da bola de conexão.

Corpo em liga de bronze e rosca em aço 1020, estanhado, e torque de instalação de 3,5 daN.m.

1010.jpg
marca_correta_edited_edited.png
1011.jpg

Grampos de Aterramento Concha-bola

1012.jpg
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png
 

Grampo de Aterramento de Multi-Conexão

 

O grampo de aterramento RC600-2316 permite sua instalação em condutores circulares, barras retangulares e pinos bola. Através de seus dois alojamentos roscados é possível instalar pinos-bola em seu corpo para a elevação simultânea de dois grampos adicionais para um sistema de aterramento trifásico.

1013.jpg
marca_correta_edited_edited.png
 

Grampos de Aterramento Temporário para

uso em Redes de Baixa e Média Tensão

1014.jpg
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png

Grampos de Aterramento Temporário para

uso em Redes de Baixa e Média Tensão

1015.jpg
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png

Grampos de Aterramento Temporário para

uso em Redes de Baixa e Média Tensão

1016.jpg
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png

Grampos de Aterramento Temporário para

uso em Redes de Baixa e Média Tensão

1017.jpg
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png

Grampos de Aterramento Temporário para

uso em Redes de Baixa e Média Tensão

1018.jpg
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png

Grampos de Aterramento Temporário para

uso em Redes de Baixa e Média Tensão

1019.jpg
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png

Grampos de Aterramento Temporário para
uso em Linhas de Transmissão e Subestações de

Alta e Extra Alta Tensão

1020.jpg
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png

Grampos de Aterramento Temporário para

uso em Redes de Baixa e Média Tensão

1021.jpg
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png

Grampos de Aterramento Temporário para
uso em Linhas de Transmissão e Subestações

de Alta e Extra Alta Tensão

1022.jpg
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png

Grampos de Aterramento Temporário para

conexão ao Ponto de Terra

1023.jpg
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png

Grampos de Aterramento Temporário

para conexão ao Ponto de Terra

1024.jpg
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png

Grampo de Aterramento Temporário

para Chave-fusível

 

Grampo especialmente projetado para o aterramento temporário da chave- fusível em redes de média tensão através de sua instalação na base inferior da chave-fusível após a retirada do cartucho.

Esse grampo permite a instalação do cabo diretamente nele (no grampo de aterramento convencional ou sobre os suportes “L” ou “T”). Outra grande utilidade desse grampo: ele impede a manobra da chave-fusível, de forma acidental, durante o período de sua permanência na rede.

O corpo e suportes “L” e “T” são construídos em liga de alumínio e parafuso de manobra tipo olhal em liga de bronze.

Corrente máxima de curto-circuito: - 30 ciclos: 20 kA

1025.jpg
1026.jpg
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png

TERMINAL PARA CABOS DE ATERRAMENTO

 

São instalados nas extremidades dos cabos de aterramento pelo processo de prensagem para formarem uma boa conexão elétrica e mecânica entre cabos e grampos de aterramento. Também são fabricados em alumínio ou cobre, com diâmetros internos de acordo com a seção nominal do cabo. Podem ser selecionados pelos sistemas de fixação ao grampo, rosca ou liso.

Aplica-se um tubo termo retrátil que sobrepõem os pontos de conexão entre o cabo e terminal, evitando a penetração de umidade e minimizando a possibilidade de rompimento do cabo devido a movimentação.

Ambos também possuem dois tipos de prensagens:

- Terminal saiado
Possui uma área de prensagem, sobre o PVC e o cabo.

- Terminal sem saia
A prensagem é realizada somente sobre condutor.

1027.jpg
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png
1028.jpg
 
 
marca_correta_edited_edited.png
1029.jpg
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png

ACONDICIONAMENTO

Sacolas para Transporte

 

Devido ao seu pequeno peso, as sacolas impermeáveis tornam-se práticas e seguras no transporte dos conjuntos de aterramentos. As sacolas são fabricadas nos seguintes modelos básicos:

- Tipo Maleta / Balde:
Material reforçado, com fundo em fiberglass, próprias para acondicionamento de cabos e ferragens.

1031.jpg
1030.jpg
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png
marca_correta_edited_edited.png